All for Joomla All for Webmasters
Atendimento personalizado ao cliente
contato@peratur.com.br
+55 12 3642-2922
Duração: 10 set 2019 - 02 out 2019
Agende agora!

CHIPRE & IRÃ

LIMASSOL – KOURION – PAPHOS – LARNACA – AGIA NAPA  NICOSIA – SHIRAZ – PASSARGADA – YAZD – ISFAHÁN  KASHAN – THERÁN

DE 10 DE SETEMBRO A 02 DE OUTUBRO

 

Você já ouviu falar do Chipre? O país europeu é pouco conhecido de nós brasileiros, mas eu fui visitar, achei um pais muito interessante e hoje vou convidar você a conhece-lo. Esta ilha paradisíacaé um país localizado no leste do Mar Mediterrâneo. A ilha está localizada ao sul da Turquia e é um país pequeno com apenas 9.251 km² 10 vezes menor que Portugal é a terceira maior e mais populosa ilha do Mediterrâneo.; faz parte da União Européia desde 2004, possui pouco mais de 1 milhão de habitantes e amoedaéo euro.Nicósia é a Capital, acidade é a única capital da Europa dividida em duas partes: a zona norte comandada pela parte turca e a zona sul comandada pela parte grega; a língua oficial é o grego.

Irã; as notícias nos meios de comunicação que chegam a nós, nem sempre são boas. Mas antiga Pérsia é um verdadeiro tesouro da civilização e do pensamento, onde surgiram conceitos filosóficos, matemáticos, literários e culturais que chegaram ao mundo ocidental via rotas comerciais e sucessivas ondas de dominação de lado a lado.  Parte dessa poderosa herança histórica pode ser vista em cidades hoje transformadas em ruínas, como Tchogha Zanbil, Persépolis e Pasárgada, onipresentes nos livros de história. Homens como Xerxes e Dario eternizaram seus nomes em batalhas contra Alexandre Magno e os 300 de Esparta — que, na verdade, eram muito mais; de Ciro, o Grande, um estadista e soldado que legou mudanças profundas na sociedade e cultura de seu vasto império, o maior de seu tempo. Curiosamente, ele era um grande protetor do povo judeu, que o tinha em alta estima. Nove influentes jardins espalhados pelo país, hoje listados como patrimônio da humanidade pela Unesco, e a deslumbrante cidade de barro de Bam oferecem uma perspectiva única do país. A terra dos aiatolás é muito mais diversificada do que parece. Vamos conhecer juntos nesta viagem histórica.

 

1º DIA – 10 de setembro -SÃO PAULO / FRANKFURT

Apresentação no Aeroporto Internacional de São Paulo, para embarque com destino a Frankfurt. Noite a bordo.

 

2º DIA – 11 setembro – FRANKFURT

Chegada e após as formalidades alfandegárias, nos hospedaremos por uma noite em hotel apropriado.

 

3º DIA – 12 de setembro. – FRANKFURT/ LIMASSOL

Hoje seguiremos para a República do Chipre, a maior ilha do Mediterrâneo Oriental, entre a Europa e a Ásia. Também chamada de a Ilha de Afrodite. Chegada ao aeroporto de Larnaca, recepção e em curto trajeto rodoviário, traslado a Limassol para hospedagem.  Limassol é uma das principais cidades, cuja economia está ligada ao seu porto comercial e as atividades do turismo.

 

4º DIA – 13 setembro – LIMASSOL/ KOURION/ LIMASSOL

Café da manhã no hotel. Essa fantástica ilha apresenta um relevo geográfico singular, penhascos escarpados, praias e altas montanhas. Pela manhã, saída para city tour onde observaremos, as muitas influências sofridas ao longo dos anos e os vestígios que ainda existem das várias civilizações que aqui se estabeleceram. Um legado composto por vilas e teatros romanos, igrejas, castelos e marcas do período pré-histórico. Limassol é conhecida por sua beleza, e também por seus vinhos. Foi um importante centro durante o período bizantino. São 4 mil anos de história e um charmoso exemplo da arquitetura medieval. Apesar de serem vestígios, é possível admirar o centro e o castelo medieval. O paisagismo marca esta bela cidade, ao longo da avenida beira-mar encontramos: pinheiros, ciprestes e eucaliptos, além dos belos jardins públicos. Visitaremos ainda as ruínas da antiga Kourion, e veremos parte do que sobrou da história desde a antiguidade até o início da Idade Média. Após as visitas, retorno ao hotel e restante do dia livre.

 

5º DIA – 14 de setembro  – LIMASSOL/ PAPHOS/ LIMASSOL

Café da manhã no hotel. Seguiremos para Paphos, antiga cidade localizada no litoral sul do Chipre. Visitaremos a casa de Dionísio para admirar os maravilhosos mosaicos do século III. Iremos ao Monastério de Agios Neofytos e veremos Egkleistra, o recinto escavado na rocha no século XII pelo eremita Neofytos. Nele encontraremos relíquias em afrescos Bizantinos dos séculos XII ao XV. Veremos ainda a Rocha de Afrodite, onde, segundo a lenda, nasceu a deusa grega do amor. Em seguida, retorno ao hotel e restante do dia livre.

 

6º DIA – 15 de setembro – LIMASSOL/ LARNACA/ AGIA NAPA/ LIMASSOL

A pouca distância de Limassol, fica Larnaca, e é para lá que vamos hoje. Na antiguidade era chamada de Kition, onde nasceu Zeno, o filósofo estoico. Visitaremos uma das mais antigas igrejas de Chipre, a de São Lázaro, edificada sob sua sepultura e um autêntico exemplo da arquitetura bizantina. Tempo livre e após, seguiremos para Agia Napa, na Costa Dourada de Chipre. Destino de praias de areia dourada, com esplanadas repletas de bares, restaurantes, lojas e bastante apreciada por sua vida noturna. Um lugar ideal para passar bons momentos relaxando. Após tempo livre para usufruir das belezas do lugar, retorno ao hotel.

 

7º DIA – 16 setembro – LIMASSOL/ NICOSIA/ LIMASSOL

Pela manhã, seguiremos para Nicosia, a capital do Chipre desde o século X, não importando qual povo controlasse a ilha na época. É única na Europa, pois ainda se encontra dividida em duas. Não existe um muro, como na Berlim antiga, mas uma linha verde militar controlada separa a cidade em duas: a grega e a turca. Durante a visita veremos ambos os lados e todos seus contrastes: o Museu Arqueológico, que mostra a evolução da cidade desde sua origem; a Catedral, construída entre 1209 e 1326, uma das maiores igrejas góticas do país e onde até o ano 1489 os reis do Chipre eram coroados; o edifício Büyük Han, um dos mais bonitos de toda a ilha, construído pelos otomanos em 1572; o Mercado Municipal; a praça Sarayonu, a principal da cidade. Veremos vestígios das antigas muralhas venezianas construídas durante o século XIV, que estão espalhadas pela cidade. Hospedagem e restante do dia livre.

 

8º DIA – 17 setembro –  NICOSIA

Excursão de dia inteiro a Famagusta (Ammókhostos em grego, Magusa ou Gazimagusa em turco), na parte Norte do Chipre, ocupada militarmente pelo exército turco – é obrigatória a apresentação do passaporte! Visita ao antigo monastério do Apóstolo São Barnabé, o padroeiro do Chipre, companheiro de São Paulo Apóstolo e São Marcos Evangelista, hoje transformado em museu, e às ruínas de Salamina (Salamis em grego e turco), antiga cidade-estado grega e grande centro político e econômico na época romana. Passeio a pé pela cidade murada de Famagusta, com a catedral de São Nicolau convertida na mesquita de Lala Mustafá Paxá, o melhor exemplo da arquitetura gótica do país, seu labirinto de ruazinhas coalhadas de prédios do tempo dos cruzados, dos venezianos e dos otomanos, e as imponentes muralhas venezianas, praticamente intactas. Em seguida, visita panorâmica a Aya Napa. O nome “Ayia Napa” é derivado de um monastério da era veneziana de mesmo nome, localizado no centro da cidade, ao lado da praça que hoje é o centro das baladas. Retorno ao hotel e restante do tempo livre.

*

Famagusta Nascida para o turismo e morta pela política. – Zona Proibida – Assim estava escrito em letras garrafais no verão de 1974, quando o bairro de Varosha foi tomada pelo exercito Turco… Quando as tropas turcas se aproximaram de Varosha – uma comunidade cipriota grega -, seus habitantes fugiram, com a intenção de retornar quando a situação estivesse normalizada. Muitos deixaram panelas no fogão, pratos com comida sobre as mesas, roupas sendo costuradas e fugiram. Mas o resort foi fechado com uma cerca pelo Exército turco e se tornou uma terra fantasma desde então. A politica realmente mata!

 

9º dia – 18 de setembro – NICOSIA / LARNACA

Dia inteiramente livre para usufruir das atividades que o hotel oferece, relaxar no centro de bem-estar e lazer. Em horário apropriado, seguiremos para Larnaca. Hospedagem e noite livre.

 

10º dia – 19 de setembro – LARNACA

De manhã saída para a cidade de Lefkara, localizada no distrito de Larnaca, visita a mesquita do lago salgado, Hala Sultan Tekke. Na parte da tarde, visita à igreja de San Lázaro e restante do tempo livre para atividades pessoais. Aproveite as praias e tudo o mais que gostou desta linda cidade..

 

11º dia – 20 de setembro – LARNACA/ SHIRAZ (IRÃ)

Em horário apropriado, traslado ao aeroporto para embarque em voo com conexão com destino a SHIRAZ.

 

12º dia – 21 de setembro – SHIRAZ

Chegada ao aeroporto de Shiraz. Encontro com nosso guia e traslado para o hotel. Hospedagem e restante do tempo livre.

 

13ª dia – 22 de setembro – SHIRAZ

Café da manhã no hotel. Visitaremos a Mesquita de Nasir ol Molk , a tumba de Hafez o Sadi.  Em seguida visitaremos o jardím de Narenjestan. Seguimos a viagem para a visitar o Bazaar y a Mesquita Vakil. Tambem visitaremos o complexo de Karimkhan. Retorno ao hotel Jantar de Boas Vindas

 

Shiraz: é a quinta cidade mais populosa do Irã, é conhecida como a cidade dos poetas, da literatura, do vinho e das flores. Shiraz era o local de governo de Karim Khan. É considerada por muitos iranianos a cidade dos jardins, pela grande quantidade de jardins e árvores frutíferas. Os artesanatos de Shiraz consistem em mosaicos de design triangular, pratarias, tapetes etc.

Mesquita Vakil: a mesquita foi construída entre 1751 e 1773, durante o período Zand e foi restaurada no século 19, no período Qajar. Vakil significa “regente”, que era o título usado por Karim Khan, o fundador da dinastia Zand. Shiraz era o local de governo de Karim Khan.

 

14º dia – 23 setembro SHIRAZ – PERSÉPOLIS – NAQ-EL RUSTAM – SHIRAZ

Café da manhã no hotel, Seguiremos até Naq-el-Rustam. No deslocamento faremos uma parada em Persépolis, cidade construida por Dario I como a nova capital Persa; se conservam magníficos restos de um passado esplendoroso dos Palacios de Dario, Jerjes y Atajerjes. Seguiremos até Naq-el- Rustam, onde veremos as impresionantes tumbas excavadas na rocha dos reis Arquemenidas. Regresso a Shiraz, alojamento e noite libre.

* Persépolis: ruínas que foram construídas por volta de 500 a.C. e acredita-se ser um local onde Darius I recebia convidados de todas as partes do império. Por volta de 330 a.C., foi invadida e queimada por Alexandre – o Grande e deu um fim momentâneo ao império persa. Foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1979.

* Naqsh-e Rustam: sítio arqueológico localizado a 12km de Persépolis. Quatro túmulos pertencentes ao reinado Achaemenid foram entalhadas em rochas e estão a uma altura considerável do solo. Os túmulos são conhecidos localmente como “cruzes de Persépolis” devido ao formato da fachada dos túmulos. A entrada de cada um está ao centro de cada cruz que leva a uma pequena câmara, onde está o sarcófago do rei. Um dos túmulos foi explicitamente identificado e acompanhado de uma inscrição como sendo o de Darius I – o Grande (522-486 a.C.).

 

15º dia – 24 setembro SHIRAZ –PASARGADA – YAZD

Café da manhã no hotel; em seguida  saida para Yazd. Parada em Pasargada foi a primera capital do Imperio Persa Aqueménida, sob dominio de Ciro el Grande que emprendeu a construção (559-530 a. C.); tambem é onde se encontra sua tumba. Atualmente, é um sitio arqueológico localizado ao sul do atual Irã, provincia de Fars, próximo dos montes Zagros. Depois da visita a Pasargada seguiremos para Yazd. Hospedagem e restante do tempo livre.

* Pasárgada: capital de Ciro – O Grande (559-530 a.C) e seu último local de descanso, Pasárgada foi uma cidade da Pérsia antiga e hoje é um sítio arqueológico e um dos Patrimônios da Humanidade declarados pela UNESCO do Irã. Cirus o Grande começou a construir sua capital em 546 a.C. ou mais tarde, mas morreu em batalha antes do término. Há um túmulo em Pasárgada que se acredita ser de Ciro o Grande.

 

16º dia – 25 de setembro YAZD – ISFAHÁN 

Café da manhã no hotel, saída para visitarmos as “Torres del Silencio“, no Templo do Fogo na Mezquita de Jame e o complexo monumental de Amir Chaghmagh. Seguiremos para Isfahán com a maior concentração de monumentos islámicos do Irán. Visitaremos a Mesquita de Jam’e Na’in, construida no sec X. Chegada a Isfahan, hospedagem e noite livre.

* Mesquita Imam (Masjid-e Jam ´e Abbasi): também chamada de Masjid-e Shah (Mesquita Real) antes da vitória na Revolução Islâmica, é uma das mais belas e estonteantes construções, situada ao sul da praça Naghsh-i Jahan. Foi construída durante o período Safavid pelo Xá Abbas da Pérsia. É um excelente exemplo de arquitetura islâmica do Irã e tida como uma das obras de arte da arquitetura Persa. É considerada pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade. Sua construção começou em 1611 e seu esplendor se deve principalmente à beleza dos seus azulejos de mosaico de sete cores e às inscrições caligráficas.

 

17º dia – 26 de setembro ISFAHÁN

Café da manhã no hotel. Hoje faremos a visita a cidade iniciando pela Naqs-e-Djahan, as Mezquitas del Imán y de Sheikh Loftollah. A noite faremos um tour com a cidade toda iluminadda principalmente as pontes monumentais. Retorno ao hotel, noite livre

*Esfahan: é uma das cidades mais antigas do Irã com cerca de 1.500.000 habitantes e é a terceira cidade mais populosa do Irã depois de Teerã e Mashhad. Foi capital do Irã entre 1598 a 1722. Ainda hoje, a cidade mantém muito de sua glória do passado. É famosa pela arquitetura Islâmica, com muitos boulevards, pontes cobertas, palácios, mesquitas e minaretes. Esfahan é um lugar para saborear os altos refinamentos da cultura Persa, mais evidente na Praça Imam – Mesquita Imam, Mesquita Sheikh Lotfollah, Palácio Ali Qapu e Palácio Chehel Sotun. Por toda a sua grandiosidade, Esfahan ganhou a rima ´Esfahan nesf-e jahan´ (Esfahan é metade do mundo).

 

18º dia –  27 setembro ISFAHÁN

Café da manhã no hotel e em seguida continuaremos a visitar o restante da cidade, iniciando pelo  Palacio de Ai Qapu o Gran Bazar.  A tarde continuaremos com uma visita panorámica as antigas pontesque cruzam o rio Retorno ao hotel e noite libre.

 

19º dia – 28 setembro ISFAHÁN – KASHAN – TEHERÁN 

Café da manhã no hotel. Hoje seguiremos rumo a  Teherán. Faremos uma parada em Kashan, um grande oásis que hoje se transformou numa cidade, famosa por suas tapetes onde predomina a cor marrom, alem dos imensos jardins e acasa de Taba Tabaye, construida en pleno periodo Qajar. Ao final da tarde chegada a capital do Irã, a grandiosa Teherán. Hospedagem e noite libre.

 

20º dia – 29 setembro TEHERÁN

Café da manhã no hotel, iniciaremos o dia com a visita à cidade começando pelo Palácio de Golestan, tambem conhecido como o Palácio das Flores, antiga residencia Real da dinastía Qajar onde foram coroados os reis da dinastía Pahlevi. Tiempo libre pelos jardins e interior do palacio. Em seguida seguiremos para o Gran Bazaar da cidade. Retorno ao hotel e noite libre.

 

21º dia –  30 setembro TEHERÁN

Café da manhã no hotel, hoje visitaremos o Museu Nacional do Irã onde encontraremos estão os tesouros mais importantes e valiosos da história deste Tarde libre. A noite, visitaremos atorre de Milad. Em local típico, faremos o nosso jantar de despedida

 

21º dia – 01 outubro TEHERÁN- AEROPUERTO

Café da manhã no hotel, em horario apropriado será realizado o Traslado ao aeroporto para o regresso ao Brasil.

 

22º dia – 02 de outubro – SÃO PAULO

Desembarque e após retirada da bagagem, tempo livre por 1 hora no Duty Free, recepção pela equipe da Peratur.

Fim dos nossos serviços

 

 

PARTE TERRESTRE E ÁREO CONSULTAR VALORES

 

Nosso pacote inclui:

Passagem aérea ida e volta, classe econômica.

Passagens aéreas trechos internos

Hospedagem em hotéis de primeira superior

Café da manhã em todos os hotéis;

Todos os almoços

4 Jantares

Traslados de chegada e saída em todas as cidades e aeroportos.

Tour em ônibus luxo conforme roteiro;

Guia locais em português/Espanhol no roteiro;

Maleteiros em todos os hotéis – 1 mala por pessoa;

Passeios conforme roteiro;

Seguro viagem;

Assistência no embarque;

Acompanhamento   Fátima Pera  durante a viagem;

Por motivos técnicos, o roteiro, valores e condições sujeitos a alteração sem  prévio aviso, garantida a qualidade do programa.